Home » Notícias » Brasil » 4 a cada 10 presos no Brasil estão detidos sem terem sido julgados 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Penitenciária-lemos-de-brito1Foto de: institutoavantebrasil

NATÁLIA CANCIAN DE BRASÍLIA

Quatro a cada dez presos no Brasil estão detidos sem terem sido julgados, aponta pesquisa feita a partir de dados do Infopen (Sistema de Informações Penitenciárias) e divulgada nesta quarta-feira (3).

Relativos ao período entre 2005 e 2012, os dados são do “Mapa do Encarceramento”, divulgado pelas secretarias de Juventude e de Políticas para Igualdade Racial, do governo federal, em parceria com o Pnud (Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento).

O estudo identificou que 38% dos presos no Brasil estão sob custódia do Estado, mas ainda não foram julgados. O percentual restante é composto por presos já condenados (61%) ou que cumprem medida de segurança (1%).

Outro dado aponta que, entre os condenados, 18,7% não precisariam estar presos. Segundo o estudo, esse contingente faz parte do perfil de presos para os quais o Código Penal prevê penas alternativas, como prestação de serviços à comunidade, entre outras.

Em oito anos, o número de presos no país teve aumento de 74%. Neste período, a população carcerária saltou de 296.919 pessoas para 515.482. Um aumento que, na visão do governo, foi puxado principalmente pela prisão de jovens, negros e mulheres.

Neste período, houve um aumento de 146% no número de mulheres presas, contra 70% entre homens.

O estudo traz ainda um perfil da população carcerária no país, formada, principalmente, por jovens até 29 anos, negros e do sexo masculino. Em 2012, por exemplo, foram presos 1,5 vezes mais negros do que brancos.

Fonte: 4 a cada 10 presos no Brasil estão detidos sem terem sido julgados – 03/06/2015 – Cotidiano – Folha de S.Paulo

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias