Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

caminhaozinhoManelzinho era um menino pobre. Pobre e muito inconformado com a pobreza, desde muito cedo o jovem era também muito vaidoso, o que o tornava uma criança muito pedante e da vaidade pra inveja, já viram, é menos que um passo.

A primeira vez que Manelzinho roubou foi em uma visita a casa de um coleguinha de escola muito rico, foi em um aniversário… No quarto de brinquedos, Manelzinho enlouqueceu ao ver tantos espalhados de maneira bagunçada pelo quarto de brincar… Quando o menino, dono da casa, sai pra receber um tio que chegou, Manelzinho vê a chance e a agarra, furtando um caminhãozinho amarelo, que cabia na sua palma da mão…

Chegando em casa, mostra o caminhãozinho a sua mãe e diz que ganhou do menino… A mãe aceita a explicação e Manelzinho sente que seu plano foi perfeito… O menino jamais deu por falta do caminhãozinho, afinal ele tinha tantos, e Manelzinho pensou: “Sou capaz de roubar e não ser descoberto” e foi ali que começou a saga da ascensão e queda de Manelzinho.

Passados alguns anos, o menino começa em seu primeiro emprego… E automaticamente começa a invejar o negócio de seu patrão… Tem idéias muito melhores praquele negócio, mas, juntar dinheiro pra montar o seu negócio e colocar suas idéias em prática, iria demorar demais e ele queria de imediato, então, a única saída encontrada, era utilizar a sua maneira de bom moço, conquistar a confiança do patrão e sorrateiramente, roubá-lo em seu negócio… E assim ele fez…

Suas idéias rapidamente mostraram ser mesmo melhores que a de seu antigo patrão… Prosperou… Teve um momento que tudo quase desmorona, mas, acabou passando apenas como boato a história de compra de cargas roubadas e de ter saído da empresa de algemas…

O tempo passou, Manelzinho financeiramente já tinha tudo o que muitos considerariam mais que perfeito… Uma família estruturada, muito dinheiro no banco, uma empresa rentável… Teria cometido o crime perfeito, se a maldita vaidade, que acompanhou Manelzinho por toda a sua vida, não o empurrasse pro jogo sujo da política, e ele optou pelo lado mais negro dela…

Formação de quadrilha, fraudes em licitação, laranjas, esquemas…

O final dessa história…

Essa história ainda não chegou ao fim, mas, não é muito difícil de imaginar…

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias