Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Araruama » NÃO QUERES QUE EU VOLTE, MADALENA! | Carlos Ney

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

madalena

Quando saí da Terra das Araras, as ruas estavam embandeiradas. Bicicletas e carros de som ganiam enlouquecidos nos meus ouvidos.

Conversando com os situacionistas (em sua maioria, gente que se abrigava sob o generoso guarda-chuva da administração municipal), a certeza era total: a gente já ganhamos! Discordando dos outros tantos (em sua maioria, gente que se havia abrigado sob o generoso guarda-chuva da administração municipal passada), que embora usando as mesmas palavras, pensavam exatamente o contrário.

Mas, a pergunta incômoda: E a Lívia de Chiquinho?

Os mais sisudos, coçando a calva, eram taxativos: Não existe, nos anais da política local, qualquer caso de transferência de popularidade. Se fosse o Chiquinho…

Alguns, de lados opostos mas unidos na mesma emoção, ostentando pareceres acima de qualquer suspeita, provavam por A mais B que o candidato deles era legalmente elegível, enquanto Chiquinho… Chiquinho é ficha suja! Lívia é “laranja” do Chiquinho!

Sabendo que eu não conseguiria resistir a mais 4 anos de “Viver Melhor”, embarquei para muito, muito longe. Mas, nesses tempos da alta tecnologia da comunicação, nenhum lugar é tão longe assim.

Quando a curiosidade tornou-se irreprimível, busquei notícias. Lembra dos fichas-limpas? Sujou para o lado deles.

E aquele papo sobre transferência de popularidade? Papo furado. Araruama, que já foi top em citricultura, amarelou (ou, alaranjou), a primeira mulher eleita prefeita de Araruama, tomará posse em janeiro.

Ainda tonto com a quebra de tantos tabus, leio agora uma postagem do Richard Souza que destaca o Outubro Rosa, em Araruama, citando a presença da nova prefeita e, ao seu lado, o futuro governador do Rio de Janeiro, Chiquinho da Educação!!!!

Não queres que eu volte, Madalena!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias