Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Araruama » PARA AONDE FORAM ” O TODO MUNDO”? | Carlos Ney

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Mais de uma vez eu vi por aqui as postagens dos funcionários públicos municipais dessa Araruama, contrárias a tudo o que se via, em termos de caos administrativo e falta de transparência fiscal, sacralizando a imagem do gestor público, sugerindo uma aprovação de mandato em números jamais vistos. Todo mundo estava com ele.

Com uma imprensa boazinha a entoar o mantra do Ave César, o que poderia sair errado? Por que tudo saiu tão errado?

Nos estertores de uma política de mascates (duas patotas brigando pelos empregos de ontem e os de hoje) e pregoeiros (jornais e rádio) das indiscutíveis virtudes daquele que paga para ver, cabe a pergunta que deve ser respondida (com ações imediatas), na virada do ano por aquela que traz o novo tempo : As coisas vão continuar tão iguais?

Esses franco atiradores, profissionais na arte de praticar esse modelo de comunicação institucional, continuarão sendo usados? Ou a rejeição, por meio de abstenções, ao tudo e a todos, será interpretada de modo construtivo? Será que a rejeição, por meio dos votos que determinaram os vencidos, os que usaram e abusaram dessa técnica de influenciar eleitores por meio das meias-verdades e mentiras inteiras, determinará outra visão de gestão pública, sem necessidade de factoides eleitoreiros de pernas tão curtas?

Porque, apesar do que dizem os conservacionistas, pregando a sustentabilidade como única opção de sobrevivência humana, eu permaneço acreditando, hoje como ontem, que nem todo lixo pode ser reciclado.

placa-lixo-reciclavel-13725-mlb3854838621_022013-f

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias