Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Cabo Frio » Cremerj aponta irregularidades e quer que MP investigue Saúde de Cabo Frio 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Conselho de Medicina fiscalizou unidades de saúde do município, no RJ. Foram encontrados problemas na infraestrutura e nos recursos humanos.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) divulgou nesta terça-feira (29) que vai encaminhar ao Ministério Público (MP) irregularidades constatadas durante fiscalização em unidades de saúde de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. O Conselho inspecionou, em fevereiro, o Hospital Municipal da Mulher, o Hospital Central de Emergência (HCE) e o Hospital São José Operário (HSJO).

Segundo informações do Cremerj, a entidade constatou o déficit de recursos humanos, vínculos empregatícios precários, ausência de equipamentos e materiais, problemas estruturais, erros na identificação de pacientes e a dificuldade na transferência de doentes. De acordo com o vice-presidente do Cremerj, Nelson Nahon, o conselho tem recebido denúncias de pacientes da região e de funcionários.

“É preocupante porque, além das fiscalizações, temos recebido denúncias de condições de trabalho inadequadas e de sucateamento das unidades. Tudo isso, é claro, afeta o atendimento à população. A situação piorou ainda mais depois que uma das UPAs no município foi desativada”, explicou o vice-presidente.

Fonte: G1

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias