Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Araruama » Eduardo Paes diz que conversa com Lula gera ‘arrependimento e vergonha’

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

‘Não é brincadeira aceitável a brincadeira que fiz’, admite prefeito do Rio. Paes acredita que Dilma e Pezão entendam brincadeira sobre ‘humor’.

O prefeito Eduardo Paes convocou uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (17) para falar sobre o vazamento de uma conversa entre ele e o ex-presidente Lula, na qual ele diz para Lula deixar de ter “alma pobre” e compara o local onde o petista tem um sítio com a cidade de Maricá, dizendo ser “uma merda de lugar”. No dia 7 de março, a Polícia Federal interceptou uma conversa entre Lula e Paes, e o teor da conversa foi divulgado nesta quarta (16).

Segundo o prefeito, ele se arrepende da conversa. “Entendi que, por causa das dificuldades, deveria ligar e ser gentil. Essa tentativa me levou a brincadeiras de profundo mau gosto, mas não passavam de brincadeiras. Comentários que não fazem parte da minha personalidade. Me geram arrependimento, vergonha. Não acho nada disso”, alegou.

O prefeito também pediu desculpas a todos que tenham se sentido ofendidos, especialmente à população de Maricá. “O meu objetivo é me desculpar com a população da minha cidade, com as pessoas que se sentiram ofendidas com isso. Eu acho que elas têm toda razão”, disse.

Paes disse ainda que a ligação foi uma forma de ser grato ao ex-presidente por tudo que ele fez nos anos de mandato e pela ajuda que sempre deu para a cidade do Rio de Janeiro. “Eu quero dar aqui o lado humano da história. De fato, tenho essa relação, tenho essa gratidão ao presidente Lula pelo que ele fez pelo meu governo, pela ajuda que ele deu aqui para a prefeitura do Rio, tentando, nesse momento de dificuldade do presidente, tentando relaxar o ambiente com isso”.

Questionado pelo jornalistas, o prefeito também negou saber da existência de um sítio em nome de Lula, que seria investigado pela Polícia Federal. “Eu não sei de absolutamente nada. Eu respondo pelos meus atos na vida pública”, afirmou.

Ainda de acordo com Paes, seu jeito informal às vezes o leva a falar demais. “Não é brincadeira aceitável a brincadeira que eu fiz. É o meu jeito carioca em excesso, informalidade, falar demais, acabei falando brincadeiras de profundo mau gosto”.

O prefeito de Maricá também divulgou nota ressaltando que as declarações foram divulgadas no mesmo dia em que o município confirmou o recebimento de um grande investimento na área do turismo.

“A declaração obviamente foi muito mal recebida por nós e por todo o povo de Maricá, justamente no dia em que é anunciada em Cannes, França, na feira Mipim, um investimento de US$ 1,5 bilhão em Maricá no Rio Green Reserv, o maior complexo turístico da América Latina, que começará a ser construído este ano na Restinga da cidade. O prefeito Eduardo Paes me ligou ontem mesmo e pediu desculpas, dizendo que o adjetivo pejorativo se referia ao sítio do presidente Lula e ao fato dele não frequentar o destino dos milionários e sim manter-se fiel as suas origens. De qualquer forma, foi uma declaração infeliz”.

Leia trecho da conversa entre Lula e Paes

Lula: Não é fácil, querido.

A conversa segue.

Eduardo Paes: Agora, da próxima vez o senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de pobre, comprando “esses barco de m*****”, “sitiozinho vagabundo”.
O ex-presidente ri.

Eduardo Paes: O senhor é uma alma de pobre. Eu, todo mundo que fala aqui no meio, eu falo o seguinte: imagina se fosse aqui no Rio esse sítio dele, não é em Petrópolis, não é em Itaipava. É como se fosse em Maricá. É uma m**** de lugar p*****!”

O prefeito fala alguns palavrões. E Lula, mais uma vez, ri.

No diálogo, o prefeito ainda disse que estava sofrendo e Lula rebateu, dizendo que ele é abençoado por Deus por causa das Olimpíadas. O prefeito afirma, então, que fazer Olimpíada com Lula e Sergio Cabral (ex-governador) é uma coisa, mas segurar com aquele bom humor da Dilma e do Pezão (governador)…

Durante a coletiva, o prefeito reafirmou sua opinião sobre Dilma e Pezão e esclareceu:

“Quem me conhece sabe que não sou a alegria dos assessores de imprensa. Falo demais, não ando no quadradinho, sou uma pessoa que brinca. Tenho certeza que a presidente Dilma e o governador Pezão vão tratar isso como uma brincadeira. Eu brinquei dizendo que ele é a presidenta Dilma tem mais mau humor, eles são mais mau humorados mesmo”, disse Paes.

Sobre o trecho da conversa em que Paes diz que Lula não perdeu ‘sua alma pobre’, o prefeito disse não ser preconceituoso e que, durante sua vida política, sempre governou para os pobres.

“Eu governo principalmente para os pobres. O meu governo é um governo, essencialmente, com investimento nas áreas mais pobres da cidade, voltado para as pessoas mais pobres da cidade, eleito nas áreas mais pobres da cidade, eu vou apelar para a minha vida na prática até para justificar, para tentar justificar uma brincadeira de profundo mal gosto. Ninguém deve fazer, muito menos um homem público. Eu fui muito infeliz fazendo uma brincadeira com o ex-presidentePaes convoca coletiva de imprensa para se desculpar por conversa com o ex-presidente Lula. (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)

Ouça a gravação em: PREFEITO EDUARDO PAES MENOSPREZA CIDADES DA REGIÃO DOS LAGOS DO RJ EM TELEFONEMA DE APOIO A LULA

Fonte: G1 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias