Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Cabo Frio » Educação retoma trabalho, mas não há previsão para início das aulas em Cabo Frio

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Ano letivo de 2015 ainda precisa ser encerrado em Cabo Frio, no RJ. Profissionais retornam às unidades após 91 dias de greve.

Após 91 dias de greve, os profissionais da Educação de Cabo Frio, Região dos Lagos do Rio, retornaram ao trabalho nesta terça-feira (8), segundo a direção do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos). As aulas, porém, só serão retomadas quando o ano letivo de 2015 for encerrado e o calendário de 2016 for definido. A categoria permanece em estado de greve, o que significa que o movimento pode voltar a qualquer momento, já que as reivindicações não foram atendidas em sua totalidade.

Diretores, professores e outros funcionários estão reunidos nas unidades para iniciar o processo de volta às aulas. De acordo com o Sepe Lagos, alguns colégios, porém, permanecem fechados devido ao abandono e às condições precárias em que se encontram.

“Algumas escolas estão com ratos, pombos, com o mato alto e infiltrações. Ou seja, estão sem condições de receber professores e alunos”, disse a diretora de comunicação do Sepe Lagos, Denise Teixeira.

Apesar de encerrar a greve em assembleia realizada nesta segunda-feira (7) “em consideração aos alunos”, o Sepe Lagos afirma ainda estar em estado de greve. A categoria, que cobra salários atrasados e benefícios, como o 13º salário referente ao ano de 2015, alega que enquanto o município não realizar todos os pagamentos, as paralisações podem voltar a acontecer.

“Estamos sem receber o vale transporte há quatro meses. O salário refente ao mês de fevereiro ainda não entrou. Estamos sem receber o 13º do ano passado. Outras categorias já receberam. Precisamos receber o um terço das férias também. Assim não dá para trabalhar”, declarou a represente do Sepe, Keetherine Giovanessa.

Procurada para comentar os atrasos de salário e as condições precárias das escolas, a Prefeitura de Cabo Frio se manifestou somente sobre os pagamentos. Em nota, o município afirmou que manteve o pagamento integral de todos os salários, mas não pode legalmente efetuar o pagamento das férias devido ao não fechamento do ano letivo referente a 2015.

Quanto ao 13º salário, a Prefeitura de Cabo Frio alega estar com todos os pagamentos das parcelas em dia. “O parcelamento ocorreu por decisão judicial”, disse a nota. Quanto aos salários, afirmou que aconteceu uma reunião com a comissão da Educação e o prefeito, Alair Corrêa, na Câmara de Vereadores em Cabo Frio, onde o próprio prefeito informou aos diretores do Sepe Lagos que o pagamento dos salários seria efetuado toda a terceira terça-feira do mês corrente.

De acordo com a nota, os pagamentos serão efetuados nesta data até a conclusão da reposição das perdas orçamentárias de royalties de petróleo, e o município espera que essa reposição financeira aconteça nas próximas semanas para regulamentar a folha do município.

Fonte: G1

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias