Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Araruama » EM ARARUAMA, QUADRO HUMORÍSTICO “CONFISSÕES DE BASTIDORES” CAUSA HISTERIA EM ASSESSORES DE POLÍTICOS

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

O quadro “Confissões de Bastidores” criado pelo autor e diretor Teatral Henrique Nunes e pelo apresentador e professor de Educação Física Marcello Behring vem causando histeria junto aos assessores da deputada Márcia Jeovani, que responde por fraude eleitoral junto ao TRE,  e do prefeito réu por fraudes em licitações, Miguel Jeovani.

Na página administrada pelo assessor de Márcia, publicações do ano de 2005 e até mesmo o currículo de Henrique Nunes, foi exposto como que numa tentativa de desacreditar seu trabalho. Mais um tiro no pé.

Marcello Behring também sofreu ataques, inclusive caluniosos, referente ao seu salário.

Parece que o humor dos assessores anda mesmo muito abalado.

Mas, uma coisa é incontestável: Eles são fãs do trabalho desenvolvido por Henrique Nunes através do Grupo Teatral Máscaras Ocultas.

O quadro vai ao ar pela rádio Costa do Sol 560 AM, todas as sextas da 12:45h às 13h.

Ouçam o quadro e entendam o que pode estar causando tamanho descontrole:

PROVA INCONTESTÁVEL DE QUE EU E Henrique Nunes SEMPRE FIZEMOS CRÍTICAS AOS GOVERNANTES DA NOSSA CIDADE.

Texto escrito para o jornal “A Voz de Araruama” em outubro de 2005 resgatado pelo assessor no Facebook.

“CHIQUINHO DO ATACADÃO
É um neo-humanista triunfalista ou um ilusionista, criador de ornamentos retóricos??!!

Foi essa pergunta que fiz a um grupo de “intelectuais”, que me convidaram para em circuito fechado discutir a política atual de Araruama.
Eu sinceramente não sei por que essas pessoas às vezes me convidam para esse tipo de reunião. Chega uma hora que a coisa fica tão chata, que eu me prometo recusar o próximo convite. Tenho a impressão que ainda os aceito pela necessidade de me exibir intelectualmente. Ando prometendo lançar um olhar mais rigoroso sobre essa necessidade, tenho a desconfiança que já passei da idade de ficar me exibindo e me expondo intelectualmente. Acho que devo voltar a ler a minha coleção de “gibis” do Bolinha, da Luluzinha, do Recruta Zero, talvez até abra uma concessão para o Capitão Marvel! É mais interessante do que ficar discutindo as estratégias políticas do “Capitão Chico”.
Confesso a vocês, meus queridos leitores, que me arrependi amargamente de ter feito essa pergunta a título de provocação. Havia prometido a patroa chegar mais cedo em casa, naquele domingo chuvoso, mais propício a um aconchego, e se por acaso fosse provocado intelectualmente, jurei deixar qualquer digressão epistemológica para outra oportunidade, de preferência para uma sexta-feira da paixão, onde a carne deve ocupar um lugar secundário.
Eu só sei que a pergunta rodou, os ponteiros do relógio também rodaram indicando que já passávamos da meia-noite, portanto já era segunda-feira e chegou a minha vez de responder a pergunta que então fizera no ocaso de um domingo chuvoso. Mas… Eu já estava de saco cheio, sem um mínimo de paciência, peguei meu maço de cigarros, que como a minha paciência também estava no fim, e sugeri: “Se vocês querem a resposta façam o seguinte: Visitem o P.A.M.!!””

Obs: Francisco Ribeiro sempre recebeu bem todas as criticas que fizemos a sua administração e jamais nos censurou ou nos pediu que não escrevêssemos ou disséssemos algo. Por isso eu o respeito.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias