Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Araruama » Guarda Civil de Araruama participa de curso de qualificação

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

(Foto: Marcelo Figueiredo)

Curso conta com aulas de psicologia, manutenção e uso de armamentos.

Sancionado pelo Governo Federal em 2015, o Estatuto Geral das Guardas Municipais prevê o porte de arma por parte das Guardas Civis. Em Araruama, 51 guardas, todos do quadro efetivo, estão participando, desde o último sábado, dia 12, de um curso de qualificação e habilitação, que conta com aulas de psicologia, manutenção e uso de armamentos.

De acordo com o secretário municipal de Segurança e Ordem Pública, Marcio Oliveira, todo o processo para viabilização do uso de armas pela Guarda Civil está sendo conduzido com critério.

“Durante duas semanas de atividades, os guardas civis estarão sendo avaliados, seguindo toda a grade curricular definida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública. Após as avaliações, apenas os que forem aprovados poderão receber autorização de porte de armas pela Polícia Federal. É importante ressaltar que apenas os servidores efetivos participam do curso”, disse.

O curso inclui palestra, aplicação de questionários e avaliação de condições psicológicas com psicóloga credenciada pelo Ministério da Defesa, especializada em segurança pública, com mais de 25 anos de experiência no Brasil e no exterior. Instrutores  da Polícia Federal também realizam aulas práticas sobre montagem e desmontagem de armamentos, manutenção e pane.

Fonte: G1

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


One thought on “Guarda Civil de Araruama participa de curso de qualificação

  1. Caio Tulio Sposito disse:

    Primeiro, a guarda municipal inicialmente concebida que operava , por exemplo, no município do Rio de Janeiro, não devia andar armada.Orientar o trânsito e os cidadão em geral nas metrópoles e se fazer presente nos locais de maior movimentação dos munícipes para onde acorrem o cidadãos nas suas demandas rotineiras,serviços públicos, centros de educação em geral.A formação, enfim, do guarda deveria ser focada no trato com o cidadão, respeitando para ser respeitado e não temido com o tipo de fardamento que ora vemos, parecendo que vão se juntar às tropas do “Tio Sam” na conquista de mercados.Essa guarda municipal armada, como a outra polícia muito vista guarnecendo bancos, intimida e faz sofrer o cidadão de bom senso que peleja por um mundo mais humanizado.O Leviatã de Hobbes cada vez mais ameaçador.

Comments are closed.

Categorias