Home » Notícias » Homem é preso em Cabo Frio por abusar sexualmente da filha de 8 anos

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Suspeito estava foragido da Justiça e foi encontrado bebendo em um bar. Violência sexual teria acontecido em 2007, em São Pedro da Aldeia, no RJ.

Gustavo Garcia

estupradorHomem (de camisa azul) será encaminhado para a penitenciária em Bangu (Foto: Blog do Eduander Silva)

Um homem de 53 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (22) em Cabo Frio, Região dos Lagos do Rio, segundo a polícia, por ter abusado sexualmente da própria filha de 8 anos, em 2007, enquanto morava em um bairro de São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos do Rio. O suspeito foi encontrado bebendo em um bar, que fica próximo a uma escola na Boca do Mato, após a Polícia Civil iniciar uma operação para cumprir o mandado de prisão expedido contra ele no fim de 2011. Na delegacia, ainda segundo a Polícia Civil, o homem negou o crime.

A delegada Flávia Monteiro disse que os agentes foram primeiro ao antigo endereço do homem, mas ele não morava mais no local. Porém, vizinhos informaram onde o suspeito trabalhava.

Ao chegar na empresa, funcionários deram aos policiais o endereço da casa do suspeito, na Reserva do Peró. No local, a polícia abordou o enteado que contou onde o homem estava.

“Diariamente nós fazemos pesquisas para realizar os procedimentos de cumprir mandados de prisão antigos que estão pendentes. Ficou constatado este mandado em aberto, então, iniciamos as buscas para cumprí-lo”, disse a delegada.

Após ser detido sem apresentar resistência, o suspeito foi encaminhado para a 128ª DP de Cabo Frio. Na ocorrência, que consta como estupro de vulnerável, está relatado que a criança foi obrigada a tirar ao roupa e se deitar nua na cama e que acusado teria se deitado sobre ela. Mas que a violação do orgão feminino não chegou a acontecer. Ainda de acordo com o registro, o caso aconteceu uma vez. O homem vai ser encaminhado nesta quarta-feira para o complexo penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, segundo a delegada Flávia Monteiro.

viaG1

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias