Home » Notícias » Brasil » Rio de Janeiro » Região dos Lagos » Cabo Frio » Homem fratura coluna em queda e morre após espera de 8 dias em UPA de Cabo Frio

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

UPA TAMOIOS CFCláudio Cardoso esperava transferência para fazer cirurgia. Família da vítima registrou boletim de ocorrência na delegacia.

Um homem de 41 anos que tinha uma fratura na coluna morreu nesta segunda-feira (18) após esperar oito dias por uma transferência da Unidade de Pronto Atendimento de Tamoios, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Cláudio Cardoso Machado aguardava por uma cirurgia após ter caído de uma árvore no dia 11 de janeiro. A família, que alega negligência no atendimento da unidade, registrou um boletim de ocorrência na delegacia da cidade.

“Ele estava conversando, movendo o braço, falando comigo. Falou ‘graças a Deus eu vou ser transferido pra lá e vou ser operado'”, contou Lucilo Soares Nunes, cunhado de Cláudio.

A família chegou a entrar na Justiça para conseguir a transferência, mas depois de oito dias aguardando, Cláudio não resistiu e acabou morrendo.

De acordo com a irmã da vítima, Patrícia Cardoso Machado, a tranferência deveria ter sido feita pela manhã. “Era para ser hoje, às 7h30 da manhã. Cheguei a dormir aqui”.

Marciele da Silva, sobrinha do homem, diz que a família quer justiça. “Não deram a assistência que ele precisava”, desabafa.

A superintendente de Saúde da UPA de Tamoios, Rosane Tito, não quis gravar entrevista, mas disse que o atendimento na unidade foi correto e que a transferência não foi feita porque não havia vaga na central estadual que regula as internações.

A Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela tranferência, informou que Claúdio Cardoso foi inserido na lista de busca de vagas na quarta-feira (13) e que, desde então, fez uma busca ativa por um leito para o paciente. A secretaria informou ainda que um leito foi dosponibilizado nesta segunda mas que, ao fazer contato com a direção da UPA, foram informados que o paciente havia morrido.

Tópicos:

Fonte: G1

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail


Categorias